quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Amanhecer

Não precisa amanhecer
O sol pode dormir para sempre
Para trás das montanhas
No fundo de um mar indiferente
Pois, para quê as ondas?
Para levar e trazer as mesmas conchas?
Pode parar o vento
As flores não vão se abrir
Nada vai acontecer
E as árvores não darão frutos hoje...
Para quê amanhecer?

5 comentários:

Fabio Rocha disse...

Para podermos sonhar... ;)

andressa_barros disse...

Estou até temorosa...já está quase na hora do Sol começar de novo a brilhar. Só que antes do Sol eu mesma brilhava. Mas estou tão apagada que não sei se vou aguentar.

Iaiá disse...

Qual é o valor do sonho, se não pode ser realidade?

Iaiá disse...

O sol vai secar suas mágoas, vai evaporar suas lágrimas e vai te encher da energia que vc precisa... :)

Hay disse...

iaiá...
“Qual é o valor do sonho, se não pode ser realidade?”
Posso responder com um fragmento de Álvares de Azevedo:

“...
Sonho da vida que doirou e azula
A fada dos amores,
Onde a mangueira ao vento tremula
Sacode as brancas flores,

E é saudoso viver nessa dormência
Do lânguido sentir,
Nos enganos suaves da existência
Sentindo-se dormir;
...”

E se isso não lhe inspira, respondo com uma palavra gostosa: ainda no sobra a FANTASIA.

Agradeço sua linda visita.

Beijos
Com Carinho
Hay