quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

In Transitivo


Quando você entender que amar é um verbo intransitivo, talvez compreenda finalmente que amor não é para se ter, e sim para se sentir.

O amor só existe transitando.

Um comentário:

brucesinner disse...

Ótima observação!
E para completar, como está escrito no livro do Roberto Freire, quanto mais procuramos racionalizar o amor, quando começamos a entendê-lo, explicá-lo, quantificá-lo, etc já mostra que não estamos mais amando...

bjks !!! Bom carnaval para vc.